Paróquia de Palhais/Santo António

Batismo

BATISMO

ATENÇÃO: desde 07 abril, não estamos a aceitar marcações de batismo, exceto em situações de perigo de vida. Todas as marcações e pedidos anteriores continuam válidos. E terão resposta, se ainda não tiveram.

"Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos. Batizem-nos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo"

Jesus

Jesus foi batizado e pediu aos Apóstolos para fazerem o mesmo. Pelo Batismo, somos libertados do pecado e nascemos para uma vida nova com Deus, como filhos. Tornamo-nos membros do Corpo de Cristo e somos incorporados na Igreja para crescer como discípulos-missionários.

Para iniciarmos este incrível caminho com Jesus e a Comunidade, pedimos que sigam o esquema abaixo para perceber o processo e o que deve ser feito.

Participar na tarde de oração com todos os pais

Marcação da data de batismo

Participação na Vida da Comunidade

Celebração do batismo

Contactar a Paróquia de residência e pedir transferência de batismo para Palhais/Santo António

Possível preparação na paróquia de residência

Entrega do documento de transferência

Celebração do Batismo

Participar na tarde de oração com todos os pais

Marcação da data de Batismo

Participação na Vida da Comunidade

Celebração do Batismo

Marcar data na igreja onde se deseja o batismo

Possível preparação na paróquia onde se deseja o batismo

Entregar os papéis de transferência na igreja onde será o batismo

Celebração do Batismo

É ilógico serem os pais a pedir o batismo. Deixar que seja uma escolha da criança.

Contactar a paróquia de residência e pedir transferência para Palhais/Santo António

Possível preparação na paróquia de residência

Entrega do documento de transferência

Celebração do Batismo

Participar na tarde de oração com todos os pais

Marcação da data de batismo

Participação na Vida da Comunidade

Celebração do Batismo

Marcar data na igreja onde se deseja o batismo

Possível preparação na paróquia onde se deseja o batismo

Entregar os papéis de transferência na igreja onde será o batismo

Celebração do Batismo

Diálogo com o jovem e marcação de data de apresentação na Igreja e data de batismo

Participação em pequeno grupo de adolescentes/jovens e/ou serviço, pelo menos 1 ano

Apresentação na missa na Paróquia ou Diocese

Comunicação ao Sr. Bispo, pois poderá querer presidir a celebração

Celebração do batismo

Contactar a igreja onde se deseja o batismo

Marcar atendimento com o Pároco de Palhais/Santo António para se realizar o processo de transferência

Entregar os papéis na igreja onde será o batismo

Preparação na paróquia da celebração

Celebração do batismo

Contactar a Paróquia de residência para obter autorização e transferência de local

Participação regular num pequeno grupo, pelo menos 1 ano

Apresentação na Diocese e na Paróquia

Comunicação ao Sr. Bispo, pois poderá querer presidir a celebração

Celebração do batismo, crisma e eucaristia

Contactar a igreja onde se deseja o batismo

Marcar atendimento com o Pároco de Palhais/Santo António para se realizar o processo de transferência

Entregar os papéis na igreja onde será o batismo

Preparação na paróquia da celebração

Celebração do batismo

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Os pais das crianças e os jovens/adultos devem participar nas 4 sessões de preparação (link em breve). Posteriormente, participam numa tarde de oração onde se fará a marcação da data. Entretanto, os pais e jovens/adultos são convidados a participar na vida da comunidade. Recomendamos pelo menos 3 meses entre a preparação e a celebração.

Esperamos que pelo menos um dos pais seja crente e membro ativo na comunidade de fé (reza na comunidade, participa nas eucaristias, confessa-se, etc) e que acompanhe a criança no crescimento na fé e na comunidade, ensinando a amar a Deus e a amar os outros, a evitar o mal e a orar em família.

Esperamos que pelo menos um dos pais compreenda que o batismo não se celebra por tradição, por cultura, por vontade dos avós, para afastar doenças ou atrair sorte. Mas para iniciar um caminho de discipulado na Igreja. Isto é, crescer na amizade com Jesus, inserido numa comunidade. Por esse motivo, o batismo é uma celebração pública.

Assim, propomos a todos os pais que experimentem o Curso Alpha e participem nas 4 sessões de preparação antes da marcação de data do batismo.

Quando os pais têm dúvidas de fé ou não são membros da comunidade de fé, devem considerar seriamente adiar o batismo, até se sentirem prontos para assumir a responsabilidade do batismo do mais novo ou que a criança possa decidir seguir Jesus por si mesma.

Esperamos que o jovem ou adulto decida seguir Jesus na comunidade e não esteja a pedir o batismo por outro motivo (por pressão dos pais ou avós, por motivos culturais ou mágicos, para ser padrinho…).

Esperamos que o candidato ao batismo compreenda que a Paróquia não é um “self-service” de batismos, que serve imediatamente cada “cliente”, à velocidade pretendida, no dia e hora desejados. Administraremos o batismo se verificarmos preparação e conversão da pessoa (Código de Direito Canónico, 836, 843 e 851). Assim, propomos que experimente o Curso Alpha e considere participar na vida ativa da Paróquia, ainda antes da marcação da data do batismo.

Uma vez que o batismo insere a criança numa comunidade de fé, a celebração é sempre um ato público, onde qualquer pessoa pode participar e, no caso da Paróquia de Palhais/Santo António, acontece durante a eucaristia dominical.

No caso de urgente necessidade, por motivos de doença ou acidente, o batismo pode ser celebrado em qualquer dia e hora.
Não temos celebrações em dias de festas ou na quaresma (22 fev a 8 abril 2023).
Uma vez que o batismo insere a criança numa comunidade de fé, a celebração acontece durante a eucaristia dominical.

Pode descarregar este ficheiro com todas as informações.

PERGUNTAS & RESPOSTAS SOBRE OS CANDIDATOS A PADRINHOS

Sim, existem. Devem ser católicos ativos na sua comunidade de fé. Por esse motivo, no caso de não serem residentes na Paróquia de Palhais/Santo António, devem trazer um atestado de idoneidade passado pelo pároco do local onde residem.

Entendemos que os padrinhos podem ser escolhidos em função de um grau de parentesco, amizade ou prestígio social. Mas, o ideal é que sejam cristãos no dia-a-dia, que se comprometam a ajudar a criança a ser melhor discípula de Jesus.

Todos devem ser maiores de 16 anos de idade, além de batizados, crismados e serem católicos comprometidos, com vivência da eucaristia.

Não. Apenas pode haver um padrinho e/ou uma madrinha.