Paróquia de Palhais/Santo António

Ciclo de Conferências

Está a decorrer um ciclo de conferências na Paróquia de Palhais/Santo António, integradas na celebração dos 50 anos de existência da Paróquia e da presença Passionista no Barreiro.

Desde outubro que, quinzenalmente, se têm juntado largas dezenas de pessoas em Santo António da Charneca para momentos de diálogo e partilha. No dia 21 de outubro o Doutor João Paiva, Professor de Química na Universidade do Porto, entusiasmou o público durante mais de 2 horas com temas muito atuais e úteis relacionados com o mundo da ciência e possível ligação a Deus e à religião. Surgiram muitas dúvidas e pedidos para satisfazer várias curiosidades científicas: tudo foi respondido na medida do possível.

O convidado do dia 4 de novembro foi o campeão nacional de basquetebol, Eng. Aniceto do Carmo. Este homem de 2 metros de altura não veio para falar do desporto, mas para apresentar as suas inquietações enquanto pessoa não crente. O ambiente no salão manteve-se agradável ao longo das 3 horas de diálogo, enquanto Aniceto e várias pessoas partilhavam os seus pontos de vida. É importante construir pontes com toda a gente uma vez que todos somos filhos de Deus, embora nem todos o reconheçam como Pai ou Criador.

Santa Faustina foi a protagonista do encontro paroquial realizado no dia 18 de novembro. Ela fez-se presente através de um filme que retrata a sua vida e a sua ligação com Jesus Misericordioso. Desta forma, as pessoas ficaram a conhecer melhor a vida da Apóstola da Misericórdia.

O Miguel Villa Freitas marcou presença no dia 02 de dezembro para falar sobre liderança cristã. Este homem, formador especializado em matérias de liderança e motivação, deixou bem claro que não se trata de querer ser o melhor líder do mundo, mas o melhor líder para o mundo! Ser o melhor para o mundo é aquilo que todos os líderes deveriam querer ser, pois só apostando em construir com os outros é possível transformar o mundo e contribuir para o deixar melhor do que o encontrámos.

Em 2017, os encontros mantêm-se à sexta com temas muito diversos e personalidades da sociedade portuguesa a apresenta-los. Esta celebração dos 50 anos, além da grande Festa a 9 de julho, fica marcada por formação e construção de pessoas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email