Paróquia de Palhais/Santo António

Refugiados na Paróquia

No dia 13 de outubro de 2016, o Papa Francisco voltou a referir-se aos refugiados dizendo que “é uma atitude hipócrita dizer-se cristão e fechar as portas a um refugiado, a alguém que procura ajuda, que tem fome, sede, a quem mais precisa da minha ajuda.”

Sentindo o drama da crise na Síria e pondo em prática o sentido de hospitalidade cristã, a Paróquia de Palhais/Santo António deu um passo em frente e decidiu abrir as portas a uma família de refugiados.

O Ibrahim (25 anos), a Rahaf (21 anos) e o Bashir (1 ano) chegaram no dia 3 de maio. Na bagagem traziam muita esperança e vontade em começar a aprender português e trabalhar.

Pouco a pouco, começam a integrar-se na Comunidade. Por vontade deles, participaram num pequeno lanche no dia das Promessas dos Escuteiros, acompanharam a Paróquia na visita à Mesquita Central de Lisboa e o Ibrahim foi protagonista num jogo de futebol de jovens.

Qualquer instituição pode acolher uma família de refugiados e marcar a diferença na vida de pessoas que tiveram de deixar tudo para trás.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email